31 de dezembro de 2009

E a Espectacular notícia do final de ano é...

Mais pareço o Indiana Jones, mas...
Por informações fidedignas fui informado que a Tabella Defixionis de Alcácer do Sal exumada durante as escavações do santuário de Alcácer do Sal, que estava próxima da morte e da destruição na Cripta Arqueológica de Alcácer do Sal, foi transportada para restauração e conservação.
Ainda bem... porque todos nós, Alcacerenses, gostamos de iniciar um novo ano com estas pequenas coisas, que nos fazem mais felizes.

29 de dezembro de 2009

E neste final de ano...

E o final do ano convida sempre a uma pequena reflexão. Mais convida a um olhar para aquilo que fizemos durante o tempo que agora chega ao fim.
O objectivo é quase sempre o mesmo: fazer um pouco mais e melhor no ano seguinte. Neste sentido, e como já vem sendo hábito no «Alcantara do Sado», olhámos demoradamente para as nossas estatísticas e ... até poderíamos seleccionar os artigos que foram mais lidos ao longo de 2009. Houve algumas surpresas e não imaginávamos que tivessem tantas visitas.
E vão por mim... e parqa acabarmos melhor o ano poderíamos fazer comentários sobre... o que podemos fazer melhor em 2010?

23 de dezembro de 2009

Dia e meio de tolerência de ponto

Nada mal em tempo de crise. Por certo ajudará as pessoas a passar uma maior e melhor época natalícia.

15 de dezembro de 2009

Os trabalhos e os dias - a gestão pelo stress

Se és simpático, jovem, dinâmico, competitivo, com capacidade de trabalhar em equipa e sob stress, e estar permanentemente disponível estás pronto pra entrar no mercado do trabalho.
A pessoa certa para este novo capitalismo é um recurso ilimitado já que tem de estar totalmente mobilizado física e psiquicamente para o trabalho.
De preferência, deve estar tão concentrado no seu trabalho que, na sua ausência e no seu medo, seja conduzido à própria negação dos seus direitos.
Deve estar calado, mas com um sorriso jovem e dinâmico na cara. O seu trabalho e os seus dias vão aumentando o que inevitavelmente o leva a situações de stress. E não é por acaso que o stress, a ansiedade eo esgotamento profissional têm aumentado todos os dias.
O sofrimento no trabalho aumenta, mas tende a ser vivido como uma incapacidade individual, ou seja, é assunto de médico e que só pode ser solucionado com a sua substituição. A isto se chama gerir pelo stress...
Por isso vão por mim... e tenham um espirito crítico suficientemente forte para que não se externalize para as pessoas a violência das relações de trabalho.

12 de dezembro de 2009

Opiniões... Quem faz caso delas?

Depois de vários - muitos - comentários há que confirmar que por aqui não há falta de hardware. Temos é que fazer um upgrade de software.

9 de dezembro de 2009

Uma avaliação do patrimonio e duas propostas

Os centros históricos, com o seu património, constituem um elemento central de uma nova nomenclatura do espaço urbano.
Enquanto objecto de estudo, são um instrumento importante para uma análise da relação entre a permanência e a mudança e para apreendermos a cidade no seu todo.
E este é um desafio que tem de ser vencido. Temos de questionar os “centros históricos” e a sua sustentabilidade cultural na cidade. Mais, temos de questionar o modo como os projectos e as políticas de transformação urbana se combinam ou entram em ruptura com o seu património. E ainda, temos de questionar a razão de ser dos fluxos turísticos e das suas dinâmicas num mercado urbano de lazer.
Assim temos de converter o património urbano em locais de privilégio social. Mas para isso temos de fazer dois tipos de valorização:
(i) a criação de uma política de valorização do património e
(ii) fazer uma acção de empreendedorismo cultural capaz de atrair, fixar e formar os jovens no nosso concelho.
Assim vão por mim ... e saibam captar o sentido cultural e tratar como património as diversas expressões materiais ou simbólicas, populares ou informais que podem preencher todo o nosso espaço urbano.

5 de dezembro de 2009

3 de dezembro de 2009

O que tem em comum a pinhoada e a bicicleta de montanha?

E podia não ficar por aqui.... podia falar da Coca-Cola, da Apple ....
Mas, para além de serem produtos com um enorme sucesso... o que têm em comum?
Há quem ande há muito tempo a procurar a fonte da juventude, há quem tente perceber porque muitas das novas invenções falham e há, complementarmente quem estude os pricípios básicos dos produtos inovadores que contribuem para o sucesso da humanidade!
E a que conclusões foram retiradas de tantos estudos?
Que os produtos de grande sucesso comercial foram concebidos por «utilizadores comuns» com a ideia de os usar e não de os comercializar... e lucrar com a venda.
Todos nós inovamos em nossa casa e no nosso trabalho.. por isso mãos à obra!
Por isso vão por mim... e resolvam os vossos problemas inovando pois só assim serão umas pessoas melhores e criarão maiores oportunidades de desenvolvimento às nossas gentes.

24 de novembro de 2009

As pessoas em quem confiamos...

Esta não é uma questão de trabalho... mas uma questão de valores!
Contudo esta eé... uma questão demasiado politizada. A escolha de pessoas de confiança liga-se a critérios pessoais e não ao mérito.
E sendo assim isto é devastador em termos de resultados obtidos, da eficácia da sua gestão
Há pois que escolher, e escolher bem. A importância dos recursos humanos no sucesso das famílias, das associações e das empresas é demasiado grande. Eles são a peça-chave.
Reparem que não estou a falar daquelas empresas que exigem fidelidade canina aos empregados, já que onde não há uma relação de respeito e confiança os fins nunca serão atingidos.
Estou a referir-me a uma outra cultura humana de sucesso onde impera e se cultiva naturalmente o respeito mútuo, a relação de confiança, o ser uns com os outros.
Vão por mim e projectem os vossos valores... procurem o respeito mútuo, a fiabilidade, a lealdade, enfim, relações em que todos ganhem.

19 de novembro de 2009

Vamos ter Governador Civil

Manuel Macaísta Malheiros, ilustre Alcacerense, Juíz Conselheiro do Tribunal Superior Administrativo, poderá ser o próximo governador civil do nosso distrito.
Nos últimos tempos, foi também um dos grandes impulsionadores da Universidade Sénior de Alcácer do Sal, onde muitos de nós tivemos a sorte de partilhar as suas palavras.
Pois é mas... este «Jovem» de 69 anos de idade, sendo natural Alcácer do Sal pertence, no entanto, á classe dos cidadãos do mundo... com quem temos de o partilhar!
Vão por mim... e aproveitem estes dias para promover o que Alcácer do Sal tem de melhor: as suas pessoas ou, como se diz hoje, os seus recursos humanos.

9 de novembro de 2009

JN de hoje - crónica do Mário

"Os intocáveis - 00h30m

O processo Face Oculta deu-me, finalmente, resposta à pergunta que fiz ao ministro da Presidência Pedro Silva Pereira - se no sector do Estado que lhe estava confiado havia ambiente para trocas de favores por dinheiro. Pedro Silva Pereira respondeu-me na altura que a minha pergunta era insultuosa.Agora, o despacho judicial que descreve a rede de corrupção que abrange o mundo da sucata, executivos da alta finança e agentes do Estado, responde-me ao que Silva Pereira fugiu: Que sim. Havia esse ambiente. E diz mais. Diz que continua a haver. A brilhante investigação do Ministério Público e da Polícia Judiciária de Aveiro revela um universo de roubalheira demasiado gritante para ser encoberto por segredos de justiça.O país tem de saber de tudo porque por cada sucateiro que dá um Mercedes topo de gama a um agente do Estado há 50 famílias desempregadas. É dinheiro público que paga concursos viciados, subornos e sinecuras. Com a lentidão da Justiça e a panóplia de artifícios dilatórios à disposição dos advogados, os silêncios dão aos criminosos tempo. Tempo para que os delitos caiam no esquecimento e a prática de crimes na habituação. Foi para isso que o primeiro-ministro contribuiu quando, questionado sobre a Face Oculta, respondeu: "O Senhor jornalista devia saber que eu não comento processos judiciais em curso (...)". O "Senhor jornalista" provavelmente já sabia, mas se calhar julgava que Sócrates tinha mudado neste mandato. Armando Vara é seu camarada de partido, seu amigo, foi seu colega de governo e seu companheiro de carteira nessa escola de saber que era a Universidade Independente. Licenciaram-se os dois nas ciências lá disponíveis quase na mesma altura. Mas sobretudo, Vara geria (de facto ainda gere) milhões em dinheiros públicos. Por esses, Sócrates tem de responder. Tal como tem de responder pelos valores do património nacional que lhe foram e ainda estão confiados e que à força de milhões de libras esterlinas podem ter sido lesados no Freeport.Face ao que (felizmente) já se sabe sobre as redes de corrupção em Portugal, um chefe de Governo não se pode refugiar no "no comment" a que a Justiça supostamente o obriga, porque a Justiça não o obriga a nada disso. Pelo contrário. Exige-lhe que fale. Que diga que estas práticas não podem ser toleradas e que dê conta do que está a fazer para lhes pôr um fim. Declarações idênticas de não-comentário têm sido produzidas pelo presidente Cavaco Silva sobre o Freeport, sobre Lopes da Mota, sobre o BPN, sobre a SLN, sobre Dias Loureiro, sobre Oliveira Costa e tudo o mais que tem lançado dúvidas sobre a lisura da nossa vida pública. Estes silêncios que variam entre o ameaçador, o irónico e o cínico, estão a dar ao país uma mensagem clara: os agentes do Estado protegem-se uns aos outros com silêncios cúmplices sempre que um deles é apanhado com as calças na mão (ou sem elas) violando crianças da Casa Pia, roubando carris para vender na sucata, viabilizando centros comerciais em cima de reservas naturais, comprando habilitações para preencher os vazios humanísticos que a aculturação deixou em aberto ou aceitando acções não cotadas de uma qualquer obscuridade empresarial que rendem 147,5% ao ano."
Não consegui resistir a copiar um texto que nos faz levar a acreditar que...
Vão por mim e saibam que na nossa terra não se passa nada disto.

3 de novembro de 2009

Morreu Claude Lévi-Strauss

O antropólogo francês Claude Lévi-Strauss, considerado um dos intelectuais mais relevantes do século XX, destacado antropólogo e “pai” da corrente estruturalista das ciências sociais, morreu sábado aos 100 anos, informou hoje a editora Plon.
Vão por mim... e leiam algumas páginas da sua obra.

A Fábula do Porco-Espinho...

Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinho, percebendo a situação, resolveram juntar-se em grupos. Assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor. Por isso, precisavam fazer uma escolha: Ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros. Com sabedoria, decidiram ficar juntos...
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor um do outro... E assim sobreviveram.
Moral da História
A melhor relacão não é aquela que une pessoas perfeitas, mas aquela onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro e a admirar as suas qualidades!

29 de outubro de 2009

A Internet nasceu há 40 anos

Há 40 anos, dois computadores foram ligados entre si para comunicaram pela primeira vez. Ai a primeira vez...
A primeira mensagem dizia simplesmente "LO" o que significa, em geral, um cumprimento amigo. Mas uma das máquinas "crashou" a meio do processo e... foi criada a internet. Ou, como diria o outro, o windowns já tinha um percursor.
Ainda assim, esta experiência mal sucedida assinala o nascimento da Internet.
E sendo assim...
Vão por mim e reparem que... sem Internet quase nenhum de nós teria uma existência «real».

27 de outubro de 2009

A propósito da criatividade...

Todas as acções desenvolvidadas no seio da arte, da cultura ou da educação devem implicar uma atitude optimista.
Há que repensar, pois, o nosso tempo. Numa idade em que dominam o cepticismo, a descrença e o niilismo é urgente que todos os cidadãos transmitam aos jovens a ideia de que é possível mudar criando. E todos devemos compreender esta acção como decisiva no dominio público e privado. Assim, quero propôr a todas as Instituições de Alcácer do Sal um concurso que desafie os jovens a desenvolverem projectos sobre a realidade que os rodeia, identificando problemas, propondo soluções, promovendo mudanças.
O tema do concurso seria: FAZ DE ALCÁCER DO SAL A TUA CIDADE!
Por isso vão por mim... e desafiem os jovens a intervir. Só assim podem conhecer e melhorar o seu mundo, gostar da sua terra e deles mesmos.

Queremos inovar mesclando talento e património na cidade...

As cidades são boas para viver quando conseguem funcionar e desenvolver assumindo três ideias de um mesmo designío: o talento, a tecnologia e a tolerância.
Nós queremos viver em Alcácer do Sal. Nós queremos viver numa cidade humanizada, uma cidade de convívio, em que as pessoas se juntam, se cruzam, discutem e fazem críticas do estado de coisas.
E sem a valorização do património cultural de Alcácer do Sal nada disto terá futuro.
Há que fazer uma abordagem integrada dos nossos recursos criadores e dos nossos recursos criados. Há que discutir e propôr uma reorientação dos pressupostos e das finalidades.
E o destinatário principal deste exercício é o cidadão, nas suas várias pertenças e qualificações: enquanto cidadão residente e enquanto cidadão visitante; enquanto produtor e consumidor, enquanto governado e governante, enquanto indivíduo e membro de grupo social, profissional ou cultural.
Sejam tolerantes e inovem. Tornem a tecnologia um aliado e aproveitem o talento dos Alcacerenses para construír um futuro diferente e criativo.
Sejam tolerantes e assumam a diferença. E o resultado... se forem por mim... será um programa de trabalho e de esforço mas que mostrará aos nossos netos que actualmente já agíamos na busca do amanhã.

22 de outubro de 2009

Programa ECOXXI.... com Alcácer do Sal

O ecoXXI é um programa que pretende valorizar um conjunto de aspectos considerados fundamentais à construção do Desenvolvimento Sustentável, alicerçados nos pilares da educação no sentido da sustentabilidade e da qualidade ambiental.
A existência deste projecto visa ainda o desenvolvimento de uma acção pedagógica junto dos municípios, considerados como agentes privilegiados de promoção do desenvolvimento sustentável.
Por isso vão por mim e pressionem quem puderem para que.... o nosso município entre no programa ECOXXI e implemente programas de educação ambiental para o desenvolvimento sustentável e para que haja uma maior integração das preocupações ambientais nas políticas municipais.

Mostra o teu valor...




18 de outubro de 2009

A "companheira" Marisa Matias

Não sei se é verdade verdadeira... mas acreditando em quem me enviou o e-mail... aqui vai... e interpretem como quiserem...
"A licenciada em sociologia Marisa Matias de 33 anos de idade, eleita para o Parlamento Europeu pelo Bloco de Esquerda, não é nem mais nem menos que a namorada e companheira de Miguel Portas, o número um da lista.
Ambos vão pois para o Parlamento Europeu auferir de dois salários que somam cerca de 15 mil euros mensais acrescidos das despesas de viagem e estadia pagas contra factura e despesas de assessoria, etc.
Trata-se, como é sabido de toda a gente, de uma personalidade muito "conhecida" do grande público.
Nunca tinha ouvido falar na senhora dos longos cabelos negros e, apenas sei, que concorreu a umas eleições à Câmara da Covilhã em que perdeu porque está escrito na Net. Mas agora, os 381.791 votos permitiram a sua eleição, pois estava em segundo lugar a seguir ao companheiro Portas."
Vão por mim... e acreditem que o Miguel tem bom gosto e...

17 de outubro de 2009

Também podemos viver de pulseira ...

Arek Onyszko é o guarda-redes do FC Midtjylland da Dinamarca... e foi condenado a três meses de prisão, por violência familiar.
Depois de um recurso as autoridades judiciais decidiram-se por uma pena mais leve: utilizar uma pulseira electrónica de forma a ter todos os seus passos controlados mesmo durante os jogos.
A vida começa a ser um desafio... mesmo para aqueles que têm maior exposição mediática ...

12 de outubro de 2009

Tem de haver alguém que se preocupe...

Enquanto a maior parte de nós se esforçava em ganhar as eleições havia apenas alguns que se preocupavam a preparar o futuro dos nossos filhos.
E os últimos são os verdadeiros políticos.

9 de outubro de 2009

Por aqui, não há nada de novo...

Como todos sabem as linhas essenciais da gestão municipal, que forma desenvolvidas nos últimos anos, sintetizam-se em:
1-Organização e gestão local;
2-Política social integradora;
3-Política de crescimento;
4-Política de qualificação territorial e ambiental;
5-Cidadania Activa.
E o grande desafio será renovar a vontade de, em democracia e com políticas específicas adequadas a Alcácer do Sal, dar um futuro aos nossos filhos.
Por isso vão por mim... e votem no Partido Socialista pois é aquele que congrega potencialidades de futuro.
Se não, votem.Votem apenas.

5 de outubro de 2009

Votar nas pessoas ou nos programas?

É rotineiro, mas na minha opinião, acho que há alguns alcacerenses que vêem a política como um “jogo” e não como um instrumento para o desenvolvimento do concelho.
Muitas pessoas, até dos próprios partidos, não se interessam minimamente pelos programas, e por causa disso, preferem votar pelas pessoas, pela côr ou pelo nome do partido.
Isto está errado, e quem o faz, não devia ter ao seu dispôr “competências” para criticar o que se faz... os projectos que estavam inscritos no programa do partido vencedor.
E...
O próximo mandato até vai ser um mandato “gordo”, pois o QREN atribuiu uns quantos milhões de euros para cada município “gastar” em “desenvolvimento”. E os milhões atribuídos a Alcácer do Sal já têm destino, e a grande maioria são para “gastar” na sede de concelho...
Quem ganhar as eleições, daqui a 4 anos é que terá Obra e depois é que veremos como os eleitores das freguesias, julgarão as opções tomadas.
Mas a questão continua a colocar-se: devemos de dar mais importância aos programas ou às equipas?
Vão por mim e... pensem como os Alcacerenses que sabem muito bem que as pessoas passam e as obras é que ficam.

2 de outubro de 2009

Provocações...

Já que as disputas estão acesas e a argumentação e a contra-argumentação é muito valiosa, deixo a questão: Quem é sentariam neste sofá durante o período da feira???
Mas vão por mim e... tenham cuidado com o sentido de humor...

30 de setembro de 2009

Divirta-se na Feira Nova de Outubro

A realização desta feira remonta ao século XIV tendo-se tornado num dos mais importantes eventos do género em Alcácer do Sal.
Desde 1908 que se realiza no mesmo local - junto à Praça de Touros. São muitos os que visitam esta feira para comprar frutos secos típicos da região como as nozes ou os figos.
Este ano, começa no dia 2 de Outubro. Ao longo de 4 dias a nossa cidade dinamiza este evento que conta com múltiplos expositores, tasquinhas e muita animação. Para domingo, está agendada a tradicional corrida de touros.
Por isso vá comigo e divirta-se... porque este pode ser o último momento de claridade num tempo de inverno, que deve estar a chegar...
Que São Pedro nos seja favorável...

25 de setembro de 2009

E este é o momento de dar a minha opinião

O actual governo termina a sua actuação com a votação do próximo Domingo.
E por isso é necessário que os todos os cidadãos, e os Alcacerenses em particular, não prescindam da sua vontade e que não desbaratem o seu destino, e o dos seus filhos.
Mais do que ter de optar entre ou outro, entre uma ideia ou outra, entre uma pessoa ou outra, vai ser necessário decidir o futuro, escolher livremente sobre o caminhos a seguir e principalmente optar por dar um sentido aos sacrifícios efestuados nestes últimos anos.
Podemos mudar? Todos sabemos que sim. Há que fazer melhorias e correcções? Todos reconhecemos que sim.
Mas há muito feito e muito caminho trilhado que não pode ser desperdiçado e que tem de ser levado até ao fim.
Por isso acabo com uma declaração que não é novidade: – votarei no PS e convido todos que me lêem a fazer o mesmo.
Mas vão por mim e ... como sei que todos os alcacerenses são democratas apelo a que não deixem de votar, se quiserem votem noutros, mas não deixem de votar.

24 de setembro de 2009

As ruas do volta atrás!

Todas as pessoas sentem um pouco de vergonha quando têm de voltar atrás. Saimos de de casa, estamos a andar na rua, e de repente, lembramo-nos que nos esquecemos de alguma coisa. Damos meia volta e voltamos para trás. Nesse momento não há ninguém que não tenha vergonha, que não se sinta embaraçado por as outras pessoas na rua o verem inverter a marcha.
O ser humano tem problemas com o voltar atrás...
E quando vamos de carro muito mais... ir por um rua, sem qualquer sinalização e ter de voltar atrás... ainda por cima de marcha a ré... é um pouco embaraçoso!
Por isso vão por mim... e peçam que sinalizem algumas ruas da vossa terra porque todos merecem um pouco de respeito... porque já chegam os nossos embaraços.

22 de setembro de 2009

Na infidelidade… Quem sofre são sempre as crianças...

A conselho de uma amiga...
e porque estamos em plena campanha eleitoral...
é sempre bom recordar a nossa fidelidade!

21 de setembro de 2009

Afinal na era nada...

Porque é que a campanha dos partidos da oposição ao PS não chega a arrancar e se perde numas quantas palavras de arremesso?
Eu posso tentar dar uma simples explicação.
Porque durante estes últimos quatro anos não conseguiram fazer oposição ao PS e quando deram por isso não tinham argumentos suficientemente convicentes para convencer os Alcacerenses.
Mais, quando deram por isso refugiaram-se numa série de crenças arbitrárias com a vã esperança de chegar ao poder... sem nunca pensarem realmente em lá chegar.
É por isso pouco salutar assistir a uma campanha eleitoral tão assimétrica como esta, sobretudo quando se olha para a oposição e ver que o máximo que consegue produzir são pequenos e médios malabarismos linguísticos com a precisão de um trabuco de carregar pela boca.
Por isso vão por mim... e bocejem, porque afinal não era nada!!!

15 de setembro de 2009

Trabalhos na Escola Secundária

As obras da nova Escola Secundária estão rapidamente a avançar.
O estaleiro aumentou, os homens são cada vez mais e as máquinas envolvidas são cada vez maiores...
Ontem quando os trabalhos pararam, para uma pausa de café, consegui obter esta bonita fotografia...
Vão por mim... e façam, também, uma pausa para café... em beleza...

13 de setembro de 2009

O 1º Dia

Como é possível...
Todos os noticiários dizem que a campanha eleitoral começou hoje...
Vão por mim... e construam o vosso próprio caminho... porque alguém nos anda a enganar...

12 de setembro de 2009

O Som do Silêncio

Parem e tentem escutar...
Ouvem alguma coisa???? Pois, bem me parece que não!!!
Estamos em plena campanha eleitoral para as legislativas que vão acontecer no final deste mês de Setembro. Mas há muitos temas que, por esquecimento ou falta de lembrança, ninguém quer falar deles, nem sequer os partidos e os políticos. Ninguém fala das despesas da campanha eleitoral e de quem vai pagar a factura; Ninguém fala da Constituição e das suas possíveis alterações que todos vão ser tentados a fazer.
Pelo que vejo e ouço parece existir um campeonato para ver quem consegue prometer gastar mais. Todos querem fazer mais coisas, sabendo que... não há dinheiro para tudo.
Por isso vão por mim e... tentem distinguir as promessas de quem tem muito para dar, com o dinheiro dos outros, daqueles que preferem estar ao vosso lado ajudando sempre que há dificuldades.

10 de setembro de 2009

Centro Escolar do Torrão

Bem mereciam.
E portanto, é com enorme alegria que podemos afirmar que já arrancaram as obras para a construção do novissimo Centro Escolar do Torrão. Este Centro Escolar, que irá possuir três salas para o pré-escolar, cinco salas para o 1º ciclo do ensino básico, um refeitório e respectiva cozinha, biblioteca/centro de recursos, sala de professores, salas polivalentes e um recinto desportivo coberto, representa um investimento para uma terra que, aos poucos e nos últimos anos, se apresenta como um novo modelo de desenvolvimento sustentável.
A construção do novo Centro Escolar do Torrão é o resultado lógico de que investe e de quem pensa que o desenvolvimento passa pela educação.
Vão por mim... e olhem devagarinho para o que tem acontecido no Torrão... e depois vejam as diferenças.

9 de setembro de 2009

De regresso ao trabalho

Pois é... uma pessoa não pode estar uns muito bons dias fora do trabalho e logo as saudades se acumulam.
Com muita pena minha, o que era bom acabou-se...buáááá...e as férias já eram.
Enfim... cá estamos para fazer o necessário... e pensar como podemos fazer ainda melhor.
Lá recomecei a trabalhar, num dia que acabou por ser extremamente positivo e muito produtivo... Espero que o resto da semana e do ano sejam bons.
E vão por mim... se semearmos no inicio do ano colhemos no final do ano.
E este inicio promete... mas isso já é outra coisa.!!!

6 de setembro de 2009

Mar de tormentas...

As situações nunca são fáceis. Quando nos acontecem ainda são mais.
Mas teremos sempre de ajudar os outros para que os outros, talvez um dia, ainda nos venham a ajudar a nós.
Vão por mim... e tentem ver que a situação não tem sido muito fácil... pior tem sido muito difícil.

2 de setembro de 2009

Festa do Avante

Ainda está de férias? Tem o próximo fim de semana livre?
Sai então que a Festa do Avante está aberta a todos, a todos acolhe e a todos respeita...
Como é habitual, no primeiro fim-de-semana do mês de Setembro, a Quinta da Atalaia é palco para a realização desta Festa, que já vai na sua 33ª edição. No local pode-se assistir a diversos espectáculos culturais, desportivos, debates, entre muitas outras coisas.
E para quem gosta, este ano, a festa arranca com uma “Grande Gala de Ópera”, um espectáculo musical inédito em Portugal: obras de Verdi, Bizet, Mozart, Puccini, Rossini e Gershwin serão interpretadas, sob a batuta dos maestros Jorge Alves e Kodo Yamagishi.
E assim, colocando-se numa posição apolítica, visite esta festa, já que ela recebe a visita de milhares de pessoas para os debates, as exposições, a festa do livro e do disco, os espectáculos, a gastronomia e o desporto.
Vão por mim... isto é vão comigo ... e divirtam-se antes de começar com o trabalho mais a sério.

31 de agosto de 2009

Pinhoadas e outros produtos tradicionais...

Conforme as coisas andam e consoante aquilo que vou lendo e ouvindo é preciso dizer:
Se o Presidente da CMAS dissesse que as pinhoadas de Alcácer do Sal são boas, todo o pessoal comentaria que elas eram más...
Por isso vão por mim e... divirtam-se que a vida são três dias...

30 de agosto de 2009

Geocaching em Alcácer... Já!!!

O Geocaching é um desporto de ar livre que envolve a utilização de um receptor de GPS para encontrar uma "geocache" (ou simplesmente "cache") colocada em qualquer local. Uma cache típica é uma pequena caixa (ou tupperware), fechada e à prova de água que contém um livro de registo e alguns objectos, como canetas, apara-lápis, moedas ou bonecos para troca.
Numa cache tradicional, um geocacher coloca um livro de registos, caneta ou lápis e os pequenos tesouros, num saco à prova de água, e depois anota as coordenadas (latitude e longitude) da cache. Os outros geocachers, os descobridores, com receptores GPS, procuram-na. Quando o conseguem, registam o achado. Os Geocachers são livres de colocar ou retirar objectos da cache, normalmente por troca de coisas de pequeno valor, de modo a haver sempre qualquer recordação para trazer.
Uma das características que diferencia o geocaching de outras actividades é o esforço feito no sentido de preservar a natureza e criar consciência ambientalista. Para tal, é normalmente pedido aos utilizadores que removam algum lixo das áreas onde praticam geocaching e que deixem as áreas visitadas iguais ou em melhor estado que as encontraram.
Vão por mim... e pensem com os locais arqueológicos e culturais que temos... este era um desporto que poderia servir toda a cidade. Por isso digo... passem á acção já.

27 de agosto de 2009

24 de agosto de 2009

Unidade

Aqui, ao fundo, talvez se veja melhor. Era tão bom conseguir ajuizar sobre as quais nada sei. Quem me dera ser indiviso e estar sempre de acordo comigo mesmo e agir desta maneira.
Mas estou a tentar... E vocês não querem?

22 de agosto de 2009

Nem nas ferias consigo estar longe

Verdade verdadeira...
E o mais engraçado que vi foi uma conversa de anônimos nos comenta do timanel... Uma verdadeira conversa de surdos - mudos...
Ate a visita da ministra fica para trás.
Daqui fica uma ideia: visitem o sítio http://independentes2009.blogspot.com e vejam a política que se faz ca na aldeia.
Vão por mim... E relaxem, pois vem aí um tempo de muitos trabalhos.

18 de agosto de 2009

Rien ne va plus, les jeux sont faits

Nem sempre corre á nossa feição, mas promessas são promessas!
Talvez fosse do brilho gorduroso que escorria das testas franzidas... havia também que lembrar que o que estava á minha frente era maior do que eu, desde pequenino.
Ou, quem sabe, talvez fosse do vago cheiro de desodorizante, meio perfume barato impregnado nas peles das femininas presenças. Talvez já fosse da hora, daquela hora sombria em que as pessoas são apenas vultos e as vozes apenas sussuros. A coisa já estava duvidosa... o meu olhar injectado de promessas de uma qualquer tarefa de aluguer e...
mas já sobravam poucas, os tachos a esvairem-se como ilusões.
Mas tenho de ficar...Ser-se chico-esperto é uma das minhas qualidade. Não sendo uma qualidade da qual me gabe, faz-me falta à sobrevivência.
Sou uma pessoa de atalhos e disso não há que ter vergonha. Sou uma pessoa que se socorre de intrumentos diversos e intuitivos, cuja mestria adquiri com o tempo. Falo naturalmente da manigância, da malandrice, do arranjar-me... da cunha, da sacanice, do tacho e quejandos.
Fiz bem em votar no outro... e agora ganhei o meu espaço público... mas o que dirá a minha senhora???!!!
Vão por mim... e acreditem que foi isto que aconteceu nos meus sonhos...verdade ou mentira os Alcacerenses decidirão quem merecerá o seu lugar... aguardemos pelo futuro... já que prognósticos só no final... mas á partida vencerá quem trabalhou mais no verão pois o outono está á porta.

Será que a nossa cidade está assim???!!!


Os Velhos do Restelo dizem que sim...

17 de agosto de 2009

Este é o guincho...

...e pode ser visto em Alcácer do Sal.

Talvez faça falta o Partido NulØ

Poderia ser a hipótese para aqueles que já não acreditam e já não têm emoções políticas...
"Face à situação política do país, almejamos alcançar em breve o lugar de força política mais votada em Portugal, substituindo a abstenção.
Cremos que a elevada abstenção oferece um conveniente pretexto para governações minoritárias, tendencialmente alheadas dos interesses dos cidadãos e que só o voto nulØ surge como uma alternativa plena de potencial expressivo individual e colectivo.
Através do voto nulo, pretendemos afirmar a legitimidade do sistema de representação popular. Clamamos por melhores candidatos, melhores programas políticos, maior capacidade de entendimento das necessidades do país.
Através do voto nulo, afirmamos também a nossa criatividade individual: cada voto nulo é único; e cada voto nulo representa um potencial estético ímpar no contexto eleitoral."
No entanto... a caminhada é longa... e todos nós devemos escolher aqueles que podem elevar Alcácer do Sal e as suas gentes para um projecto de futuro...

14 de agosto de 2009

Bom fim-de-semana...

Aproveite este tempo para estar com os amigos... E beba muitos líquidos... pois está uma brasa.

Última palavra ...

Teresa significa ceifeira e caçadora.
Tem muita compaixão e amor para dar, é capaz de passar a vida a fazer o bem pelas pessoas, chegando mesmo a esquecer-se que também é uma pessoa que pode precisar de receber ajuda e amor.
Mas cuidado, ao agir assim, pode tornar-se uma mártir. Nalgumas situações não consegue perdoar ou esquecer o mal que lhe fizeram, mas isso é o mínimo de que se pode valer para se defender.