31 de dezembro de 2009

E a Espectacular notícia do final de ano é...

Mais pareço o Indiana Jones, mas...
Por informações fidedignas fui informado que a Tabella Defixionis de Alcácer do Sal exumada durante as escavações do santuário de Alcácer do Sal, que estava próxima da morte e da destruição na Cripta Arqueológica de Alcácer do Sal, foi transportada para restauração e conservação.
Ainda bem... porque todos nós, Alcacerenses, gostamos de iniciar um novo ano com estas pequenas coisas, que nos fazem mais felizes.

29 de dezembro de 2009

E neste final de ano...

E o final do ano convida sempre a uma pequena reflexão. Mais convida a um olhar para aquilo que fizemos durante o tempo que agora chega ao fim.
O objectivo é quase sempre o mesmo: fazer um pouco mais e melhor no ano seguinte. Neste sentido, e como já vem sendo hábito no «Alcantara do Sado», olhámos demoradamente para as nossas estatísticas e ... até poderíamos seleccionar os artigos que foram mais lidos ao longo de 2009. Houve algumas surpresas e não imaginávamos que tivessem tantas visitas.
E vão por mim... e parqa acabarmos melhor o ano poderíamos fazer comentários sobre... o que podemos fazer melhor em 2010?

23 de dezembro de 2009

Dia e meio de tolerência de ponto

Nada mal em tempo de crise. Por certo ajudará as pessoas a passar uma maior e melhor época natalícia.

15 de dezembro de 2009

Os trabalhos e os dias - a gestão pelo stress

Se és simpático, jovem, dinâmico, competitivo, com capacidade de trabalhar em equipa e sob stress, e estar permanentemente disponível estás pronto pra entrar no mercado do trabalho.
A pessoa certa para este novo capitalismo é um recurso ilimitado já que tem de estar totalmente mobilizado física e psiquicamente para o trabalho.
De preferência, deve estar tão concentrado no seu trabalho que, na sua ausência e no seu medo, seja conduzido à própria negação dos seus direitos.
Deve estar calado, mas com um sorriso jovem e dinâmico na cara. O seu trabalho e os seus dias vão aumentando o que inevitavelmente o leva a situações de stress. E não é por acaso que o stress, a ansiedade eo esgotamento profissional têm aumentado todos os dias.
O sofrimento no trabalho aumenta, mas tende a ser vivido como uma incapacidade individual, ou seja, é assunto de médico e que só pode ser solucionado com a sua substituição. A isto se chama gerir pelo stress...
Por isso vão por mim... e tenham um espirito crítico suficientemente forte para que não se externalize para as pessoas a violência das relações de trabalho.

12 de dezembro de 2009

Opiniões... Quem faz caso delas?

Depois de vários - muitos - comentários há que confirmar que por aqui não há falta de hardware. Temos é que fazer um upgrade de software.

9 de dezembro de 2009

Uma avaliação do patrimonio e duas propostas

Os centros históricos, com o seu património, constituem um elemento central de uma nova nomenclatura do espaço urbano.
Enquanto objecto de estudo, são um instrumento importante para uma análise da relação entre a permanência e a mudança e para apreendermos a cidade no seu todo.
E este é um desafio que tem de ser vencido. Temos de questionar os “centros históricos” e a sua sustentabilidade cultural na cidade. Mais, temos de questionar o modo como os projectos e as políticas de transformação urbana se combinam ou entram em ruptura com o seu património. E ainda, temos de questionar a razão de ser dos fluxos turísticos e das suas dinâmicas num mercado urbano de lazer.
Assim temos de converter o património urbano em locais de privilégio social. Mas para isso temos de fazer dois tipos de valorização:
(i) a criação de uma política de valorização do património e
(ii) fazer uma acção de empreendedorismo cultural capaz de atrair, fixar e formar os jovens no nosso concelho.
Assim vão por mim ... e saibam captar o sentido cultural e tratar como património as diversas expressões materiais ou simbólicas, populares ou informais que podem preencher todo o nosso espaço urbano.

5 de dezembro de 2009

3 de dezembro de 2009

O que tem em comum a pinhoada e a bicicleta de montanha?

E podia não ficar por aqui.... podia falar da Coca-Cola, da Apple ....
Mas, para além de serem produtos com um enorme sucesso... o que têm em comum?
Há quem ande há muito tempo a procurar a fonte da juventude, há quem tente perceber porque muitas das novas invenções falham e há, complementarmente quem estude os pricípios básicos dos produtos inovadores que contribuem para o sucesso da humanidade!
E a que conclusões foram retiradas de tantos estudos?
Que os produtos de grande sucesso comercial foram concebidos por «utilizadores comuns» com a ideia de os usar e não de os comercializar... e lucrar com a venda.
Todos nós inovamos em nossa casa e no nosso trabalho.. por isso mãos à obra!
Por isso vão por mim... e resolvam os vossos problemas inovando pois só assim serão umas pessoas melhores e criarão maiores oportunidades de desenvolvimento às nossas gentes.