27 de agosto de 2010

Era Uma Vez...

Penso que vou passar a começar as minhas publicações com "Era uma vez..."
É que com o fluir dos tempos começo a ter dificuldades a datar e a localizar os factos...
Por isso entoem comigo e digam ... Era uma vez...

23 de agosto de 2010

O Património de Alcácer do Sal

Temos que conhecer a região de Alcácer do Sal. Temos de conhecer o seu património construído. No património construído, destaca-se o castelo, monumento de construção muçulmana, na continuidade de edificações da Idade do Ferro e romanas. Os seus muros e torres foram construídos em taipa, possivelmente datados do século XII.
A Igreja do Espírito Santo, composta por um belo portal manuelino, possui no seu interior uma pia baptismal com a forma de coroa real invertida.
A Igreja de Santa Maria do Castelo, fundada pela Ordem de Santiago, é um dos mais interessantes exemplares do romântico tardio que se conservam no Sul de Portugal.
A Igreja de Santiago é constituída por uma só nave setecentista, vários painéis com representações da vida de Santiago, assim como da Virgem em azulejos azuis e brancos do século XVIII.
O Fórum Romano, descoberto em 1983, possui uma grande muralha daquele período e uma sala de planta rectangular, formada por lajes de mármore branco-acizentado.
Estes são apenas algns dos exemplos!
Por isso vão por aí... e conheçam a cidade de Alcácer do Sal.

18 de agosto de 2010

Chamo-me... Pedro Nunes

Nasci em Alcácer do Sal.
Fui um matemático muito famoso durante a minha vida e há quem diga que fui o mais um dos mais importantes de todos os tempos.
Nós, os Alcacerenses, somos gente igual a todos os outros. A unica diferença é que gostamos muito de nossa terra.
E sobre o Nónio, sabes alguma coisa?
.
Autores: Henrique Leitão e Jorge Miguel
.
.
Vão por mim e divulguem... tudo o que diga respeito a Alcácer do Sal!

Pedro Nunes... Ensina na Universidade

Jorge Miguel

Mais uma fábula...

Perguntassem o que lhe perguntassem, ele tinha sempre uma resposta para tudo.
Afinal, ele era o homem que sabia tudo e que tudo sabia. Mais, respondia sempre a tudo com muita sabedoria.
Até que um dia...
Uma criança pobre perguntou-lhe como se chamava e ele... após uma prolongada pausa... ficou boquiaberto sem saber o que dizer.
Rodou sobre os próprios calcanhares e afastou-se ligeiramente..... rapidamente e penosamente a transpirar sob o peso da comoção.
Nunca mais o viram.

17 de agosto de 2010

Gastronomia... em Alcácer do Sal é assim...

Açorda de espinafres com ameijoas do rio Sado
Porque a imaterialidade nos remete para pessoas. Porque a cozinha desta cidade e deste concelho, enquanto parte integrante dessa mesma imaterialidade, são gostos, saberes, imaginação, ficção, fluxos, história, memória, festas e pessoas. Portanto venham comigo e... vamos falar, dialogar, partilhar, com pessoas...
...quanto ao petisco, um verdadeiro manjar!!!!

16 de agosto de 2010

Sobre as férias...

Há pessoas tão aborrecidas que nos fazem perder um dia inteiro em cinco minutos.

Jules Renard

13 de agosto de 2010

Arrozais entre Alcácer do Sal e a Comporta

Montalvo - Alcácer do Sal

A Responsabilidade da Regeneração

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal apresentou uma candidatura ao Programa Operacional Regional do Alentejo no âmbito do desenvolvimento e regeneração urbana. O plano, denominado de RUAS - Regeneração Urbana de Alcácer do Sal…"do Castelo ao Sado", abrange uma área de 61.039 metros quadrados e um total de 8.5 milhões de euros de investimento.
A apresentação da candidatura foi ratificada por unanimidade em reunião de Câmara e a área de intervenção proposta no programa de acção abarca o centro histórico da cidade e a frente ribeirinha.
E...
Sendo assim...
O trabalho de regeneração urbana no centro histórico de Alcácer do Sal vai ficar por muito dinheiro e precisa da colaboração de todos os Alcacerenses...
Vão por mim e... promovam um futuro mais atractivo e organizado da imagem de Alcácer do Sal e reclamem que a ligação entre o casario em anfiteatro e o rio Sado é fundamental para levar a nossa cidade a um patamar mais elevado.

11 de agosto de 2010

O futuro...com a agricultura

Apesar da pouca importância económica que a agricultura tem para o nosso quotidiano nunca poderemos enfrentar o futuro sem ela.
Temos de fazer um aproveitamento sustentável dos recursos do nosso concelho, particularmente, do pinhão, do arroz, do mel, do vinho, do tomate... Há que fazer uma gestão saudável do rio, da floresta, ...
Alcácer do Sal é ponto estratégico na geografia das comunicações, estamos no centro...
E boa parte destas potencialidades devem gerar emprego, o aumento demográfico e o rejuvenescimento da população.
Os produtos agro-pecuários, sendo sempre parte da solução, associados à culltura e ao turismo podem surtir um efeito de esperança a breve prazo.
Vem comigo plantar uma àrvore e... é assim que fazemos a diferença e melhoramos o futuro da nossa cidade!

9 de agosto de 2010

“MãoAnimal” Ilusões de Guido Daniele



A História do Mundo em 100 Objectos

O saber não ocupa lugar...
Contar a história através das coisas, quer se trate de uma múmia egípcia ou um cartão de crédito...
O Museu Britânico reuniu várias coisas de todo o lado e a partir delas tenta contar uma história do mundo. Quando as pessoas vão ao museu apenas vêm aquilo que foi escolhido por eles e fazem a sua própria viagem ao longo do tempo, mas...
Tenho acompanhado este conjunto de documentos religiosamente e admito que já ouvi alguns episódios mais do que uma vez, sendo que em cada um descubro novos tesouros ...
Este programa é sem dúvida uma revelação ao nível do Cosmos, de Carl Sagan...
Por isso aproveitem as férias e aprendam... porque este é sem dúvida um programa obrigatório!

6 de agosto de 2010

Temos que continuar a crescer...

... Quinta, Sexta, Sábado e Domingo...
Todas as semanas, todos os meses, todos os anos... Malditos dias de descanso em que não podemos trabalhar no duro e ajudar a elevar os índices de produtividade do nosso concelho e do nosso país.
Por esta altura, parece que ninguém produz, ninguém contribui para o crescimento de si mesmo e dos outros... Isto tem de acabar.
Esta apatia só deveria acontecer nos feriados com tolerância de ponto, no Carnaval, na Páscoa, em dias de jogos para as competições europeias, durante o Mundial e Europeu de futebol e na semana entre o Natal e o Fim de Ano. Mas não. Vai acontecendo um pouco por todo o lado...
Por isso não fiquem aí... e façam aquilo que querem que os outros façam por vocês...

5 de agosto de 2010

É só abrir e fechar...

Um mecânico está a desmontar o motor de uma mota quando entra na sua oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido. Com o seu olhar vai acompanhando o mecânico a trabalhar.
O mecânico diz-lhe:
- Doutor, olhe para este motor. Abro-lhe o coração, tiro as válvulas, conserto-as, ponho-as outra vez e fecho novamente. Quando termino, volta a trabalhar como novo. Então, porque será que ganho tão pouco e o doutor tanto, quando o nosso trabalho é praticamente o mesmo?
O cirurgião sorri e inclinando-se segreda ao ouvido do mecânico:
- Tem que tentar fazer isso com o motor a funcionar..

4 de agosto de 2010

E se fosse o Turismo Inclusivo?

As Actividades Turísticas devem respeitar a igualdade entre o homem e a mulher, devem promover os direitos humanos e especialmente os direitos específicos de grupos alguns como crianças, idosos, deficientes, minorias étnicas...
E antes de mais deveriamos abrir um espaço de estudo, reflexão e conscientização quanto à questão do turismo inclusivo...
Como todos sabemos a segmentação de mercado faz surgir nichos cada vez mais especializados, como o do deficiente físico, exigindo uma atenção mais acuidada para que ele possa desfrutar das mesmas oportunidades... Mais, é primordial que haja condições, tanto dos profissionais que estãona sua recepção tanto ao nível das mudanças na arquitectura.
E, no entanto, apesar da simplicidade são negadas essas possibilidades de acesso aos produtos turísticos...
Vão por mim e... mostrem que a adaptação das condições exigidas nas entidades ligadas ao turismo, exige muito pouco. Apenas necessitam de responsabilidade social, de consciência inclusiva, de pesquisa de mercado, de atitudes empreendedora, criatividade e inovação.

Vá ao Torrão...

Destaque: Sábado às 21.00 horas « Grupo Feminino de Cantares do Xarrama»

3 de agosto de 2010

Fazer do Turismo uma âncora

A apresentação de múltiplas propostas de revitalização da cidade de Alcácer do Sal é de extrema importância para as gentes da nossa terra.
Por vezes parece que as várias possibilidades estão desligadas umas das outras mas, todos em conjunto, podem ser genericamente interessantes.
E a ideia da aposta em equipamentos culturais como âncora seria excelente... Mais do que atrair visitantes que procuram uma experiência autentica, o património histórico e cultural pode ser o motor de um desenvolvimento sustentado.
Âncoras culturais precisam-se na zona alta do castelo e na zona baixa do rio. Com uma sinalética visível e uns funcionais vasos comunicantes capitaliza-se o monumento âncora e torna-se mais atraente o percurso até ao outro ponto estratégico turisticamente desejável.
A âncora tornar-se-ia assim a ponta de uma rede cultural, um ciclo virtuoso de sustentabilidade.
Por exemplo, a Cripta Arqueológica, uma das principais atracções da nossa cidade, funcionaria como «hub», recebendo os visitantes e distribuindo-os para outros destinos. E neste caso, outros pontos de interesse como uma zona dedicada ao artesanato outra onde se concentraria a oferta gastronómica local ou ainda outra que ajudasse o turista a contruir um itinerário para visitar e explorar o nosso concelho... e o Torrão é aqui tão perto.
Há que dar unidade a um todo inicialmente disperso. E esta dinamização de corredores culturais ancorados em centros estratégicos gerariam um efeito económico multiplicador como a dinamização do comércio local e a divulgação da marca de Alcácer do Sal...
Vão comigo e façam turismo... e já agora saibam que esta pode ser uma realidade a muito curto prazo na nossa cidade. Mais turistas levam a um maior investimento no património, que por sua vez atrai mais turistas.

2 de agosto de 2010

Âncora

Uma âncora é um instrumento náutico pesado, geralmente de metal, que serve para prender o barco em fundos rochosos, lodosos ou arenosos, fixando-os na posição desejada.
Será que temos uma âncora em Alcácer do Sal?
Procurem comigo e ... digam quais são as nossas âncoras...

1 de agosto de 2010

Frases para pensar...

"E quem gosta da Comporta, já não vai à Comporta..."
Quem disse isto não fui eu, mas como vou passando por lá acabei de constatar o óbvio...
Por isso, ao fim-de-semana, sigam-me e vamos até Tróia...