23 de novembro de 2012

STOP

A violência doméstica não tem de ser uma fatalidade.

Sem comentários: