14 de julho de 2013

A moda da «Carta»

Nestes tempos de austeridade em que a venda dos CTT está em cima da mesa, tenho de vos escrever uma carta sobre cartas...
Antigamente todos escrevíamos cartas mas, com o advento das tecnologias, todos optámos por falar e ou ver.
Ao que parece a moda das «cartas» regressou. Primeiro foram as cartas à troika, de Passos Coelho e de Seguro. Depois tivemos a carta de Mário Soares a pedir a demissão do primeiro-ministro.
Nos últimos dias tivemos as cartas de demissão de Vitor Gaspar e de Paulo Portas. 
Razão tinha Platão que dizia que a escrita começava quando acabava a confiança nos outros.
Neste pantanal político em que a desconfiança é generalizada, é de bom tom optar por escrever em vez de falar.
Mas vamos estar atentos. E vamos saber que o estado de coisas melhorou quando os nossos «bem amados homens políticos» deixarem de ter necessidade de escrever cartas.

Sem comentários: