30 de maio de 2014

Coisas do campo...

Devemos compreender que se somos gentes do campo, ainda que aburguesados, vivemos sempre recolhidos em longínquas herdades ou montes umbráticos. Fora as funções familiares, a leitura, o jogo e os trabalhos no campo não se vê mais nada. Que coisas acerca do mundo poderá conhecer um homem do campo? Só deus sabe o esforço que tenho de fazer para estar próximo da realidade....

29 de maio de 2014

Ser outro

Tenho muitas dificuldades em ser outro. Mas vou dar um tempo. A paciência é uma das virtudes dos jovens.

28 de maio de 2014

A Europa precisa de um herói romântico...


Ser e dizer

Entre o que acontece e o que se conta depois, há sempre uma certa diferença. Pouco importa que os factos tenham acontecido ou não. Se as coisas não se passaram assim, caso a caso, pelo menos elas podiam ter acontecido ou poderão ainda acontecer.

27 de maio de 2014

Europa

Todas as nuvens negras que percorrem a Europa não podem acabar com a primavera da democracia.

Do estado do mundo

O estado de coisas do mundo anda muito confuso. Não é raro encontrar nomes, pensamentos, formas e instituições que não correspondem a nada real. Há um certo vazio e ridículo. É uma época onde a potência e a vontade de ser acaba por esbarrar nos seus próprios limites. Muitos não fazem nada, por miséria ou por ignorância, e outros apenas favorecem o seu bem-estar. Uma consciência diluída. Uma máscara vazia. Um homem inexistente.

25 de maio de 2014

Acerca da lentidão

Existe um certo modo de olhar. Não ter pressa. Não chegar demasiado cedo. Quanto ao resto, permanece em suspenso a vinte mil léguas submarinas.

22 de maio de 2014

Acção

Por vezes, só à custa de um supremo esforço consigo não estar ensonado. Então ponho-me a contar: letras, palavras, linhas, parágrafos, qualquer coisa que esteja à minha frente; ou procuro aplicações, ordeno-as por ordem cronológica ou por ordem alfabética. Aplicar-me a estas operações meticulosas permite-me vencer o mal-estar, dominar a inquietação, o marasmo, e encontrar a lucidez e compostura habituais.

21 de maio de 2014

Da doença...

I swear to you gentlemen, that to be overly conscious is a sickness, a real, thorough sickness.”
Fyodor Dostoyevsky

20 de maio de 2014

19 de maio de 2014

Estimulem-me...

Conhecem algum método de estimulação espiritual? Há quem fale da leitura e da observação. Outros indicam o penteado e o gorro de lã.

18 de maio de 2014

Sem garantias...

Foi-me garantido em Samarcanda, por um italiano meu conhecido e homem de mil saberes, que, dada a disparidade de argumentos, o espírito não tem a possibilidade de vir a ser introduzido nas modernas assembleias já que são constituídas por homens de grande inspiração.

17 de maio de 2014

Mudanças...


Chegada a hora, que já deveria ter sido há mil dias, cabe-me, à maneira de outros heróis, implorar que me sejam concedidas a força e a coragem para levar a cabo esta tarefa com sucesso. Dizei-me também como devo avançar: pela escuridão da noite ou pela luz do dia?
O meu escudo está preparado e mesmo os dardos, lançados com a maior violência, quebrarão a ponta na sua folha metálica. A minha rapidez será maior do que o seu ruído.

16 de maio de 2014

Pensar o fim de semana...

«Se algo é difícil de fazer, então não vale a pena ser feito
Homer Simpson

15 de maio de 2014

Pelo Alentejo

Se somos homens do campo e alentejanos, mesmo que aburguesados, vivemos sempre recolhidos nos nossos montes e a caminhar entre azinhagas. Fora os trabalhos do campo, a poda de umas laranjeiras, a apanha do canivete, a caça ao javali, umas funções religiosas, nós não fazemos quase nada.

14 de maio de 2014

Artes...

Tenho o direito de pintar fora dos traços. Sentir a ferida no pé e a cor dos cabelos. Pé, cabelo e... E onde se localiza o direito de pintar?

12 de maio de 2014

Medicina Moral

No reino da medicina moral já foram receitadas asas de anjo que, depois de bem instaladas nas costas do paciente, têm ajudado na construção de um mundo melhor.

11 de maio de 2014

Exageros sobre a morte

Aquela senhora tinhas as unhas tão pintadas de branco que podia morrer a qualquer momento.

10 de maio de 2014

9 de maio de 2014

Questões

Todos nos repetimos a publicar, no nosso blogue, frases célebres e informações significativas. Mas se a linguagem matemática é alegadamente uma referência dos modelos explicativos e de resistência aos caos do mundo, porque não publicamos teoremas matemáticos e cálculos de derivadas?

8 de maio de 2014

6 de maio de 2014

Pensar e agir...

Será que é preciso que o meu pensamento dê um pontapé na bola para eu aprender a dar um pontapé na bola?

4 de maio de 2014

Dia da Mãe

Oração a divina Mãe

Virgem Mãe, filha de teu Filho,
humilde e alta mais que qualquer criatura,
termo prefixado de eterno desígnio,

Tu és aquela que a natureza humana
enobreceste de tal forma, que seu Criador
não desdenhou fazer-se sua criatura.

Em teu ventre reacendeu-se o amor,
por cujo calor na eterna paz
assim germinou esta flor.

Aqui és para nós luz meridiana
de caridade; e embaixo, entre os mortais,
és fonte vivaz de esperança.

Mulher, és tão grande e tanto vales,
que quem deseja graças, e a ti não recorre,
é como alguém que desejasse voar sem asas.

A tua benignidade não apenas socorre
quem pede, mas muitas vezes livremente
e antecipa ao pedido.

Em ti, misericórdia, em ti, piedade,
em ti, magnificência, em ti se coaduna todo o bem
que existe nas criaturas.


Dante Alighieri -A Divina Comédia

2 de maio de 2014

Desta não morres!

Estás à vontade: se deixares de pensar não morres. Nunca ninguém morreu por deixar de pensar.

1 de maio de 2014

Pessoas encantadoras

Devo confessar que há algumas pessoas extremamente encantadoras, que considero minhas amigas, e não sei como sou capaz de tolerar os que não gostam delas.