15 de maio de 2014

Pelo Alentejo

Se somos homens do campo e alentejanos, mesmo que aburguesados, vivemos sempre recolhidos nos nossos montes e a caminhar entre azinhagas. Fora os trabalhos do campo, a poda de umas laranjeiras, a apanha do canivete, a caça ao javali, umas funções religiosas, nós não fazemos quase nada.

Sem comentários: