14 de julho de 2014

Passado, Presente e Futuro


Quando não sabemos o que fazer no futuro, o que sobra? Sobra o presente e o passado. O consumismo presente, emagrece as migalhas passadas. As ruínas passadas, não são toleráveis no futuro. Temos de projectar o amanhã, dar sentido às coisas que nos rodeiam. Valores.
Estamos fartos de colocar parênteses na vida. Estamos cansados de mais um ano zero. Como em muitas áreas sociais, quem já foi herói, agora é fraco. Os intocáveis tornam-se dispensáveis. Parece que tudo muda, para que tudo fique na mesma. Mudança.
Todos são e querem ser conhecidos por serem prudentes na forma como agem. Mesmo com o que se passa diante da sua porta de entrada. Fazem correr a ideia que conseguem decidir. Que agem, com o maior dos cuidados. Liderança.
Seja como for, logo voltaremos a encontrar-nos com os nossos problemas internos, face aos quais diremos que estamos impotentes. A crise vai persistir com os problemas colocados, com as fracturas estruturais e com tudo o que se sabe. Pior, só pode agravar-se se todos continuarem no seu entorpecimento e apatia. Realidade.
A Escola vai continuar a meia-haste.

Sem comentários: