13 de agosto de 2014

O melhor para a pesca


Afinal, quais são as condições atmosféricas para uma boa pescaria?
Vento do sul traz água quente e limpa e é favorável à pesca. Mas são os ventos do su(d)este, que estão associados às trovoadas, e que revolvem o mar, que os peixes mais gostam. E que significa este revolver do mar? Significam que as águas superficiais são afastadas e trazem à superfície águas profundas que transportam os nutrientes que estavam depositados no fundo.
As marés podem ser definidas como o aumento e diminuição do volume das águas num local, que por influência do sol e da lua, sobem e descem duas vezes no período de 24 horas. Ora, a enchente, com a duração de seis horas, em que o mar é revolvido e o peixe tende a aproximar-se da costa, que vem a culminar na praia mar, é uma boa ou mesmo a melhor oportunidade de fazer uns lançamentos.
A luz da lua também pode ser um dado a ter em conta. E sobre este aspecto, baseado na experiência de séculos, podemos afirmar que a lua nova e o quarto crescente são os momentos certos para pescar. Mas cuidado: há que consultar as tabelas e escolher os melhores dias. Numa estamos todos de acordo: nunca pesques no sexto dia de lua nova.
Um aumento ou uma alta pressão atmosférica são ideais para a pesca. Quanto menor a temperatura, a humidade e a altitude e maior a densidade do ar, maior a pressão atmosférica. Em, particular, a densidade do ar aumenta com em baixa altitude e temperaturas baixas. Mas não pensem que são os valores da pressão atmosférica que prejudicam a pescaria, mas sim as alterações bruscas dessa mesma pressão.
Depois de vistas todas estas condicionantes, qual é, afinal, o momento adequado para pescar?

Sem comentários: